sábado, 13 de fevereiro de 2016

um passeio por alguns dos principais santuários católicos nos arredores de Lisboa



Adilson Marques - asamar_sc@hotmail.com

Eu tenho um amigo espiritualista que diz se orgulhar de nunca ter entrado em uma igreja católica. Apesar de respeitar essa opinião, eu, ao contrário, tenho uma grande admiração pelas construções e me sinto agraciado pela energia que emanam. Talvez o fato de ter vivido uma possível encarnação como bispo, na virada do século XVII para o XVIII tenha alguma influência neste respeito e admiração que tenho pelos templos católicos, sobretudo, os franciscanos e os marianos.

Algumas pessoas dizem que sentem uma energia pesada nestes locais, principalmente os que foram construídos durante a Idade Média. Mas eu não sinto nada de negativo neles.

E aproveitando uma recente viagem para Lisboa, onde ministrei cursos de apometria e algumas palestras, aproveitei para conhecer um pouco destes "pontos de luz". E o início da jornada foi na bela cidade de Santarém, distante  80 km de Lisboa, onde residem cerca de 30 mil privilegiadas pessoas. Lá, visitei as ruínas do castelo de Santarém, hoje um parque público, e de onde se tem uma bela vista da cidade, e também o convento de São Francisco e a igreja gótica de Nossa Senhora da Graça (de Santo Agostinho) onde se encontram os restos mortais de Pedro Alvares Cabral.  A catedral estava fechada e não foi possível conhecer o seu interior, assim como outras igrejas, entre elas a de Santa Clara.  

convento de São Francisco, em Santarém.

Castelo de Santarém

Castelo de Santarém

Voltando para Lisboa, a segunda parada foi na cidade de Coruche, famosa pela exportação de cortiça, e localizada às margens do rio Sorraia, o que favorece a plantação de um saboroso arroz. Lá residem cerca de 5 mil pessoas. A igreja de Nossa Senhora do Castelo é um dos mais importantes santuários marianos de Portugal. Recebe esse nome por ter sido erguida em um local onde antigamente havia um castelo. E de lá se tem uma vista maravilhosa do rio Sorraia e das pontes em degradê que tornam mais bela a paisagem local. 

interior da Igreja de Nossa Senhora do Castelo




vista de Coruche e das pontes pintadas em degradê
igreja Nossa Senhora do Castelo


No dia em que lá estive, a igreja estava fechada, mas uma senhora simpática que podava as roseiras abriu a porta para que eu conhecesse a igreja por dentro.

Continuando o passeio, e voltando por Almada, uma cidade que fica do outro lado do rio Tejo, uma parada obrigatória é em Sesimbra. Lá se localiza o cabo Espichel, o castelo de Sesimbra e o santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel. 
cabo Espichel, em Sesimbra

Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel.

castelo em Sesimbra

Como fazia muito frio, não dava coragem de visitar a praia do Meco, onde se pratica o naturismo. Fica para uma visita durante o verão.

E encerrando o passeio, na bela cidade de Almada, onde me encantei com o transporte coletivo, não há como não visitar o santuário nacional do Cristo Rei de onde se tem uma bela imagem do Rio Tejo e de Lisboa. 
Santuário de Cristo Rei, em Almada

E de Almada para Lisboa, basta atravessar a ponte.
ponte que liga Almada à Lisboa
Se a pessoa estiver de carro, este passeio pode ser feito em um dia e outros locais podem ser também visitados. Mas uma coisa é fato: vai voltar com a alma resplandecente pela energia mariana da região e de outros santos.

mapa com um possível roteiro para se fazer o passeio acima

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Programa Homospiritualis em Lisboa

O Programa Homospiritualis foi criado em 1999 para difundir a Cultura de Paz. A partir de 2003, através do intercâmbio mediúnico, realizou um importante trabalho chamado Cultura de Paz e Mediunidade, que resultou na edição de vários livros, muitos utilizando o que chamamos de espiritologia, ou seja, o uso das técnicas da História Oral para se entrevistar supostos Espíritos.
Entre os dias 26 de janeiro e 09 de fevereiro, o Programa Homospiritualis foi apresentado em Lisboa, com uma série de palestras e um curso de Apometria. Com o apoio de dois centros de Umbanda (terreiro de umbanda sagrada Luz de Aruanda e Terreiro de Ogum Rompe Mato), o curso capacitou 40 pessoas para atuar com a técnica criada pelo dr. Lacerda, em meados do século XX, no Rio Grande do Sul.
Além do curso de Apometria, foram lançados na capital portuguesa os CDs do projeto Meditações Integrativas, e os cadernos Animagogia e Terapia Vibracional Integrativa. As palestras abordaram vários assuntos, entre eles, o estudo termográfico de diferentes práticas integrativas, como a meditação e as práticas de imposição das mãos.
E já está definida a data de um novo encontro em Lisboa: de 15 a 19 de maio. Em breve será divulgada a programação.
curso de Apometria, onde quatro grupos foram organizados para praticar as técnicas 


imagem termográfica de uma mulher durante a meditação

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

De volta ao passado


Adilson Marques - asamar_sc@hotmail.com

De 2009 a 2015, obtive várias informações que sugerem uma hipótese reencarnacionista: a de que eu vivenciei a personalidade do bispo Jean Batiste Louis Gaston de Nailles (1669-1720), na França, entre meados do século XVII. Como em um "jogo do tesouro", no qual as pistas vão sendo fornecidas gradativamente, em vários centros espiritualistas onde fiz palestras ou cursos, alguém me passava uma "pista". Somadas a essas revelações mediúnicas, através de regressão de memória em pessoas que supostamente conviveram com o bispo, foi possível chegar até a figura de Jean Batiste Louis Gaston de Nailles (1669-1720).
A primeira informação foi passada por um espírito que se manifestava como Dr. Felipe. Ele me disse que eu vinha de várias encarnações como escritor e que nesta eu escreveria livros abordando temas como reencarnação, vida após a morte, mediunidade etc., não necessariamente espiritistas. E quando lancei o meu primeiro livro (educação após a morte: princípios de animagogia com seres incorpóreos), um espírito que se identificou como Bezerra de Menezes me disse: "você tem livro até no Vaticano". E eu entendi que ele se referia ao livro acima e perguntei: "e como ele chegou lá?" Compreendendo  minha dúvida, ele disse: "É um livro que você escreveu em vidas passadas. Ele se encontra dentro de uma caixa de vidro, lá no Vaticano. É um livro considerado proibido pela igreja católica, faz parte do index."
Isso me deixou curioso em saber que livro seria esse e qual o seu conteúdo para ser proibido. 
E a partir daí várias informações foram aparecendo e o nome daquela personalidade se revelando. Obviamente que tais informações são apenas indícios e suposições. Não tenho nada concreto e nem lembrança alguma daquela suposta experiência.
Mas procurando na internet sobre a vida e obra deste bipo, quase não há informação disponível. Porém, na biblioteca de Chalons, onde o mesmo exerceu seu bispado, há vários textos escritos por ele:

http://bmvr.chalons-en-champagne.net/in/faces/browse.xhtml?query=Jean+Baptiste+Louis+Gaston+de+Noailles&RechercheCatalogue=OK

Infelizmente, descobri que um historiador local  faleceu em 2008, e que poderia fornecer informações mais precisas sobre o bispo (o que não significa que ele não possa também por vias mediúnicas fazê-las) : 


Entre os livros deste historiador há um que pode ser revelador, pois talvez traga informações mais detalhadas sobre a história do Bispo: « Les évêques de Châlons des origines à 1789 », publicado em 1983.

Em 2014 eu tinha me programado para ir a França garimpar informações sobre o Bispo, mas uma surpresa agradável me impossibilitou de fazer a viagem: o nascimento do Gabriel, meu filho. Porém, graças a um convite para ministrar um curso em Lisboa, vou tirar 3 dias em fevereiro para conhecer a cidade de Chalons-en-Champagne e tentar levantar o máximo de informação sobre essa possível personalidade que posso ter vivenciado entre os séculos XVII e XVIII. 

Enfim, espero voltar com novas informações que ajudem a desvendar esse "tesouro". Mas, em último caso, mesmo não se tratando de uma reencarnação comprovada,terei material para escrever uma biografia desse bispo que  se insurgiu contra a bula papal Unigenitus que combatia o jansenismo na França, do papa Clemente XI. Possivelmente, suas manifestações contra a bula papal seja o motivo de seus textos estarem no index, os livros proibidos pela igreja católica.

São Carlos, 17 de janeiro de 2016 - dia de Santo Antão



 
 


domingo, 10 de janeiro de 2016

A relação entre a biosfera e a psicosfera



"o ar que vos cerca, impalpável como nós, carrega o caráter do vosso pensamento; o sopro que exalais, por assim dizer, é a página escrita de vossos pensamentos.; elas são lidas, comentadas pelos Espíritos que vos esbarram sem cessar; são as mensagens de uma telegrafia divina à qual nada escapa". Espírito J. Sanson in O céu e o inferno

                No livro o Céu e o Inferno, de Allan Kardec, encontramos uma infinidade de depoimentos de Espíritos, ou seja, de seres incorpóreos, abordando vários assuntos. Na epígrafe deste artigo, citamos uma passagem do depoimento do Espírito J. Sanson. Nele consta um aspecto importante sobre os pensamentos: eles estão acessíveis à "leitura". E isto ocorre porque a Biosfera, a dimensão física em que habitamos, é envolvida por uma outra dimensão que vamos chamar de Psicosfera. Não se trata do mundo espiritual, propriamente dito, mas o mundo dos pensamentos e das emoções. Se para os Espíritos o acesso as informações que lá se encontram é mais direta, nós, os encarnados, podemos de alguma forma acessá-las através do fenômeno que costuma ser chamado de "captação psíquica", e que é a base fundamental de técnicas como a Apometria, criada no Brasil pelo médico José Lacerda, e a Constelação familiar, de Bert Herling. Na Psicosfera vibra nosso perispírito (espiritismo)ou corpo astral (teosofia) e é ela que forma o "campo mórfico" de Sheldrake.
                As pessoas chamadas de sensitivas são as mais adequadas para fazer "captação psíquica", desde que aprendam a lidar com esse potencial psíquico e aprendam a trabalhar com símbolos e controlem a imaginação, uma vez que, muitas informações captadas podem ser distorcidas ou exageradas por uma imaginação fértil. Por exemplo, o sensitivo "vê" em volta de alguém nove crianças e diz: "estou vendo que você terá nove filhos". Se o consulente vive em uma sociedade onde é comum ainda ter tantos filhos, pode ser que a informação seja correta, mas no mundo contemporâneo onde sustentar mais de uma criança é uma aventura heroica, é preciso tomar cuidado. Não discutimos que a pessoa tenha, de fato, "visto" e contado nove crianças, mas tal informação pode ter vários significados.
                Enfim, todos nós estamos imersos em um oceano de ondas mentais e precisamos aprender a lidar com elas, para o nosso bem-estar e paz interior, e também usando um termo da moda, prosperidade. Enfim, atrair e se relacionar com as vibrações favoráveis ou positivas.
                Tais vibrações, porém, não tem nenhuma relação com aquelas que a física estuda e chama de quantum. A física quântica estuda o interior do átomo e não as vibrações dos pensamentos e das emoções. Jung chamou estas últimas de "energias psíquicas" e soube bem diferenciá-las das "energias físicas". Enfim, para evitar confusões, vamos chamar essas vibrações de qualitum e compreender como elas influenciam em nossa vida.
                Se você espera encontrar aqui informações bombásticas como a de um ser "ascencionado" que afirma podermos mudar de sexo com a força do pensamento, sinto dizer, mas vai ficar decepcionado. E nem projetamos mentalmente a "realidade exterior", como afirma o pensamento solipsista, como se cada um dos 7 bilhões de pessoas criasse um "mundo particular". Vivemos em um único mundo e o apreendemos de forma distinta, daí a importância de sabermos lidar com a intersubjetividade e com as energias psíquicas (qualitum). E um bom manual para isso é o livro Sinal Verde, do Espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier. Ele traz dicas importantes e simples para fazer ao acordar, ao fazer uma saudação, ao dialogar com outra pessoa etc.
                A harmonia da Psicosfera pessoal reflete na Biosfera, obviamente, alterando nossa vida cotidiana. Mas de que forma? trazendo mais confiança, dedicação, abertura e respeito ao Outro, ao meio ambiente e a si mesmo, ajudando a criar relações sociais mais justas e menos egoísmo, sendo menos crítico e mais compreensível etc. E, através do trabalho, da ação, da práxis, é possível transformar o mundo exterior, criando um cenário mais agradável do ponto de vista estético, ambientalmente sustentável e de acolhimento da diferença.
                Em suma, a Psicosfera tem uma participação importante em nossa vida, é nela que se formam as mentalidades históricas, sociais ou de grupos étnicos e como cada um demonstra e vivencia suas representações sociais. Podemos dizer que ela representa a ambiência enquanto a Biosfera representa o ambiente. Um ambiente destruído,poluído, corrupto etc., reflete uma ambiência de mesma qualidade.A mudança interna reflete na mudança externa. Mas não basta apenas pensar. O pensamento deve ser visto como o motor da ação, da práxis. É essa que transforma o mundo exterior.
São Carlos, 10 de janeiro de 2016 - dia de Santo Aldo, ermitão que dedicava horas à oração e à contemplação da vida simples. É considerado o "padroeiro dos trabalhadores".

Programa Homospiritualis será apresentado em Lisboa



Criado em setembro de 1999 para difundir a cultura de paz e valorizar a tolerância e a diversidade religiosa na cidade de São Carlos, o Programa Homospiritualis, desde 2003 mantido pela ONG Círculo de São Francisco, será apresentado durante os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro, na cidade de Lisboa.
A convite dos trabalhadores do Terreiro de Umbanda Sagrada Luz de Aruanda, o Programa Homospiritualis realizará um curso de capacitação em Apometria e tratamentos vibracionais e um ciclo de palestras.
A programação será a seguinte:
Curso Apometria e Terapia Vibracional (carga-horária 12 horas)
primeiro encontro
técnicas de meditação integrativa
roda de conversa: a umbanda segundo pai Joaquim de Aruanda
aula: a história da apometria e suas leis
segundo encontro
técnicas de meditação integrativa
 roda de conversa: a animagogia e o despertar do homo spiritualis
aula: as enfermidades tratadas pela apometria
terceiro encontro técnicas de meditação integrativa
roda de conversa: mediunidade e imaginário (o mito do espiritismo, da umbanda e da apometria)
aula: as técnicas da apometria
quarto encontro
técnicas de meditação integrativa
roda de conversa: cultura de paz e mediunidade
aula: a apometria na prática

Além do curso, o Programa Homospiritualis apresentará o ciclo de palestras "Ciências das Religiões, Saúde e Espiritualidade", com os seguintes temas:
1 - A animagogia e a espiritologia como heurísticas para as ciências das religiões
2 - Mediunidade em pessoas idosas e a meditação integrativa no tratamento das perturbações psíquicas

Os eventos serão no Terreiro de Umbanda Sagrada Luz de Aruanda e na escola LanguageCraft

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Programa Homospiritualis é difundido em Natal e João Pessoa

Entre os dias 28 de novembro e 04 de dezembro, o Programa Homospiritualis, mantido pela ONG Círculo de São Francisco, participou de vários eventos nas cidades de Natal/RN e João Pessoa/PB, difundindo o trabalho que completou 16 anos (o programa foi criado em 1999 e passou a ser mantido pela ONG em 2003).
O primeiro foi no Fórum Potiguar das PICs. O evento foi organizado pela Faculdade Nassau, com a participação de professores da UFRN, do Instituto Federal do RN, de terapeutas  e de outros interessados. Em 2017, Natal/RN sediará o I Congresso Nacional das PICs e o fórum foi uma oportunidade de reunir boa parte das pessoas envolvidas com a difusão das mesmas, sobretudo, nos espaços públicos. O Instituto Federal do RN, inclusive, tem um curso técnico sobre PICs, com duração de 2 anos e uma grade curricular muito significativa.

No fórum, a participação do Programa Homospiritualis foi intensa, com uma palestra abordando o despertar do Homo spiritualis e o (re)envolvimento humano; uma participação na mesa redonda "experiências de implantação das PICs no SUS", na qual contamos a experiência de São Carlos no ano de 2015 e a possibilidade de, em breve, termos uma política municipal das PICs, e também na "experiências com as PICs em Natal/RN, em que recebemos a responsabilidade de fazer o encerramento da mesa, comentando os significativos trabalhos expostos, entre eles, de meditação em presídios, de danças circulares e de Yoga. Por fim, ministramos mais uma oficina de Terapia Vibracional Integrativa (TVI), com cerca de 30 participantes.

Nos dias seguintes, participamos de uma palestra seguida de uma meditação integrativa no grupo Auta de Luz, que realiza um programa de educação em valores humanos para crianças que é exemplar. A palestra abordou o tema do quantum ao qualitum, uma forma de valorizar as energias psíquicas de uma forma diferente das energias físicas. Ainda no grupo Auta de Luz, acompanhamos uma manhã de trabalho, com cerca de 20 crianças. A experiência foi inesquecível. As crianças foram recepcionadas por volta das 7h30 da manhã e, em seguida, participaram de uma sessão de harmonização com cantos devocionais oriundos de várias tradições religiosas e de uma prática de Chi Kung. Às 8 horas começou a contação de história. Aproveitando nossa presença, a educadora responsável pela atividade apresentou sua adaptação do livro Rede da esperança, que faz parte, inclusive, do projeto Gaiolas literárias, realizado no município e que visa sensibilizar a comunidade para não manter pássaros em cativeiros.

Após outras atividades, as crianças encerraram o dia com o último ensaio para a apresentação do Auto de Natal ecumênico que foi apresentado, no dia seguinte, para os pais, encerrando as atividades do semestre da escola de valores humanos, do grupo Auta de Luz.

Também participamos de uma palestra sobre o poder da imaginação, no espaço prosperidade, de propriedade do instrutor de Yoga Kliger Rocha, que se tornou mais um parceiro no município. Por sua vez, na cidade de João Pessoa, participamos de mais dois eventos: uma oficina de TVI com usuários do Centro de Práticas Integrativas e Complementares Equilíbrio do Ser, mantido pelo SUS, e um mini-curso sobre Animagogia e Mito-estória de Vida, para alunos do curso de ciências das religiões, na UFPB, graças ao convite da profa. Eunice.

participantes no fórum potiguar das PICs

mesa sobre as experiências com as PICs em Natal/RN

Apresentação de Kliger Rocha, instrutor de Yoga

Apresentação de Soraya, focalizadora de danças circulares


adaptação do livro Rede da Esperança 

livros editados pelo Programa Homospiritualis na gaiola literária

livros editados pelo Programa Homospiritualis, divulgados nos eventos

adaptação do livro Rede da Esperança

crianças participantes da escola de valores humanos

horta do CPIC Equilíbrio do Ser, mantido pelo SUS

CPIC Equilíbrio do Ser

CPIC Equilíbrio do Ser

Oficina de TVI no CPIC Equilíbrio do Ser

Participantes da Oficina de TVI no CPIC Equilíbrio do Ser

Auto de Natal ecumênico na escola de valores humanos

Auto de Natal ecumênico na escola de valores humanos

participantes do evento Animagogia e mito-estória de vida, na UFPB

organizadoras do fórum potiguar das PICs

imagem dos principais teóricos que fundamentam a Animagogia

com Ana Tania, professora da UFRN, responsável pela política estadual das PICs,
quando foi secretária estadual de saúde; Lila Carvalho, organizadora do fórum,
e Kliger Rocha, instrutor de Yoga e professor universitário.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

projeto para implantação das PICS em São Carlos será apresentado em NATAL‏



No dia 28 de novembro, dentro da programação do Fórum Potiguar de Práticas Integrativas e Complementares na Saúde, Adilson Marques, professor da FESC e ex-coordenador da ONG Círculo de São Francisco, foi convidado para integrar uma mesa redonda sobre experiências para implantação das Práticas Integrativas e Complementares (PICs) na saúde pública. Adilson Marques abordará a experiência de São Carlos para implantar as PICs no SUS. A experiência de São Carlos foi considerada inédita no Brasil, por representantes do Ministério da Saúde que estiveram na cidade, no mês de setembro, uma vez que procura integrar duas políticas nacionais: a das PICs, de 2006, e a da Educação Popular e Saúde (EPS), de 2013. 
Em setembro de 2015, um fórum foi realizado na cidade de São Carlos, na FESC Vila Nery, com a participação de representantes do Ministério da Saúde, da Prefeitura Municipal, de ONGs, da UFSCar, do Conselho Municipal da Saúde, de servidores da saúde, entre outros interessados. No encerramento, o fórum elegeu uma comissão responsável por elaborar um plano municipal, integrando as duas políticas nacionais. Em novembro o documento foi concluído e será repassado para análise do Conselho Municipal da Saúde e também para a Prefeitura Municipal.
Em São Carlos, a ONG Círculo de São Francisco mantém, desde 2003, o centro de referência comunitária em tratamentos naturais, complementares, integrativos e populares, que visa o atendimento gratuito da comunidade com diferentes atividades, entre elas, yoga, meditação, dança, constelação familiar e a TVI, uma técnica bioenergética laica e popular criada em São Carlos, entre os anos de 2001 e 2003, similar ao reiki, à cura prânica e outras técnicas de imposição das mãos. Todo o trabalho é feito por voluntários. 
E há vários anos a ONG tenta levar essa experiência para o sistema público de saúde, sem sucesso. Porém, no início de 2015, com o apoio do vereador Zé do Mato (PSDB), autor da lei para implantar a fitoterapia no SUS e que criou a semana da fitoterapia no município, e de suas assessoras, nasceu o projeto do fórum e a discussão para se criar um lei para implantar as PICs e a EPS na cidade de São Carlos. 


reunião no dia 08 de junho que definiu a programação do fórum





grupo de trabalho durante o fórum






grupo de trabalho durante o fórum


palestra sobre fosfoetanolamina com prof. Gilberto Chierici